A importância da análise de dados e como ajudam na tomada de decisão

Atualmente, é impossível falar em administração pública sem pensar em análise de dados. Para atender à legislação, prefeitos, governadores, secretários e outros gestores precisam disponibilizar informações com transparência e rapidez.

No entanto, fazer isso quase nunca é uma tarefa rápida e simples. Diversos obstáculos podem impedir que os dados de diferentes fontes sejam visualizados em conjunto. Como resultado, os gestores públicos podem ter dificuldades em analisar e exibir esses dados — seja para outros gestores ou para a população.

A opinião pública está cada vez mais atenta e quem está em um cargo público precisa mostrar constantemente que está agindo com idoneidade e transparência — e os dados podem ajudar nisso. Mas, afinal, por que a coleta e a análise de dados são importantes no setor público? Como os dados podem ajudar na tomada de decisões? Continue lendo e entenda mais!

Por que coletar dados para o setor público?

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, os gestores públicos são responsáveis pela administração de recursos e podem ser responsabilizados legalmente em caso de não cumprimento de normas. A lei estabelece uma série de regras quanto ao uso de recursos públicos.

Há algum tempo, as informações ficavam concentradas no gestor principal, por exemplo, o prefeito da cidade. Hoje em dia, esses gestores atuam na descentralização da gestão, tornando o secretário de cada pasta responsável por aqueles recursos.

Isso gera automaticamente diversas fontes de dados, que precisam, eventualmente, serem reunidos e disponibilizados para o público. Segundo a Lei da Transparência, todos os gastos precisam ser divulgados em até 24 horas após o seu lançamento no sistema.

Portanto, ter dados em mãos é essencial para que os gestores acompanhem as despesas e garantam que estão cumprindo as regras relacionadas à destinação de recursos e que as informações serão publicadas dentro do tempo exigido pela lei.

Além disso, existe a necessidade de acompanhar a eficiência dos programas desenvolvidos pelos órgãos públicos. Se é feito um investimento, por exemplo, em programa de saúde da família, o gestor precisa utilizar dados para provar a eficiência da sua iniciativa.

Por fim, os gestores públicos precisam apoiar as suas decisões em dados que justifiquem as escolhas feitas. A prefeitura, secretaria e qualquer órgão público precisa ser tratado como um negócio e, como tal, deve ser pautado por boas ferramentas de gestão.

Como esses dados são essenciais para a tomada de decisão?

O primeiro ponto a ser considerado é a necessidade dos funcionários públicos de provarem a sua idoneidade e de agirem de acordo com a lei.

Você pode fazer o seu trabalho da melhor maneira possível, mas se não conseguir provar que agiu corretamente, corre o risco de ser responsabilizado legalmente e ter a sua carreira pública prejudicada ou sofrer penalidades na justiça.

Toda vez que é feita uma contratação, compra ou qualquer outra transação comercial, sempre existe um funcionário responsável. Todos os dados sobre essa transação precisam estar claros, fáceis de ser encontrados e disponíveis sempre que solicitados.

Tanto a justiça e os órgãos de fiscalização quanto a própria população (pessoas físicas e jurídicas) podem requerer o acesso aos dados sobre a destinação de recursos públicos. Esse é um direito, inclusive, garantido pela Lei de Acesso à Informação. Portanto, cabe aos funcionários públicos se certificarem de que todas as suas ações sejam registradas e comprovadas por meio de dados confiáveis.

O segundo ponto é, naturalmente, a melhoria da gestão pública. Governar ou comandar uma instituição sem saber exatamente quais ações estão funcionando não é a prática mais recomendada.

Em contrapartida, usar dados para obter indicadores de desempenho, medir o resultado de cada ação e avaliar os programas realizados é uma maneira de tornar a administração mais eficaz. Ao usar dados para guiar suas decisões, você levará mais eficiência para a sua gestão e terá melhores resultados para divulgar.

Quais são as dificuldades de buscar e analisar esses dados?

O maior obstáculo para a coleta e análise de dados no setor público decorre da existência de diferentes softwares e fontes para dados. Cada área, secretaria ou setor costuma ter as suas próprias ferramentas e a integração dos dados de todas essas fontes é, provavelmente, o maior desafio enfrentado pelos gestores públicos.

O que acontece, muitas vezes, é que os gestores principais — como prefeitos, governadores ou secretários — acabam tendo muita dificuldade para ter uma visão geral da sua gestão. Em outras palavras, os dados existem, mas ficam perdidos e, com isso, têm pouca utilidade prática.

Por um lado, a descentralização da gestão é importante para dar mais autonomia para as secretarias e tirar toda a responsabilidade de apenas uma pessoa. Por outro lado, ela gera a pulverização de dados que precisam, eventualmente, serem centralizados e integrados num mesmo ambiente.                                                     

Por que investir em um software para integrar dados?

Muitas vezes, a informação existe, mas ela não chegou para quem precisa tomar a decisão. Ou seja, o funcionário público pode cometer erros e ser penalizado por isso — enquanto ele poderia ter usado os dados para apoiar as suas decisões.

Esse tipo de situação pode ser evitada quando a administração pública conta com ferramentas adequadas de centralização de dados. Um ambiente em que as diferentes fontes de dados conversam entre si pode ser uma grande aliada de qualquer gestor.

Ao optar por um software para integrar dados, você terá uma comunicação entre as suas diferentes ferramentas e setores e poderá apresentar seus resultados com mais facilidade. Em vez de ter que buscar em diferentes fontes, você terá tudo em um ambiente integrado.

Com isso, ficará mais fácil provar a idoneidade e a eficiência da sua gestão, tanto para a opinião pública quanto para a justiça.

Por fim, frisamos que a análise de dados no setor público é uma ferramenta essencial para a boa gestão e a transparência. Seja para cumprir a lei, para melhorar a sua gestão ou para atender às demandas da população por informação, a centralização e o uso de dados são indispensáveis em qualquer entidade pública.

E se você se interessa por assuntos ligados à gestão e carreira pública, não perca esta chance: assine a nossa newsletter agora mesmo para receber mais conteúdos sobre o assunto!

Deixe um comentário
Share This